quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

ALGUÉM TEM QUE MORRER



A verdade é esta. Uns, mais
do que outros, se possível
todos aqueles que devagarinho,
e às colheres, à morte nos obrigam
e não esquecem que alguém,
excepto eles, num mundo
outro, tem que morrer. Longe
vão os tempos em que a sobrevivência,
para muitos, do topo para a base,
era sinónimo de crença no futuro.
Da pena para a justiça, nunca
fez tão confuso sentido
decapitar pirâmides como em tempos como este.

Sem comentários: