domingo, 23 de dezembro de 2012

FORMAS SEM CONTEÚDO




                                 The Andy Warhol Story



Mais uma vez, o tempo
das malhas para proteger do frio,
das camisas encruzilhadas,
das barbas para a rebelião
e dos cabelos desregrados para
a selvajaria; os óculos de massa
para melhor observar o diz
funcionalismo do poder
sobre o mundo; os padrões
psicadélicos para, através da forma,
fazer frente à crescente
falta de conteúdos concretos
nas nossas vidas. Mais uma
vez, coisas tão simples a dizerem
do que somos, muito mais
do que aquilo que sentimos.

Sem comentários: