sábado, 6 de outubro de 2012

RESPIRAÇÃO ASSISTIDA



Se vivesses a tua vida, não escreverias.
Entre copos e companhia, escrita e leitura,
a magia da noite faz-se acompanhada;

a da escrita: feitiçaria negra
que guardas de leituras, alegrias e desesperos
+ este tu que se aproxima perigoso do corpo.

Escrevo – e só o faço por nós – porque
a vida, satisfatória, apesar
de tudo, nunca nos será suficiente.

Sem comentários: