quarta-feira, 12 de setembro de 2012

REGRESSO AO PRESENTE

.
.

Regressar emulatório
a uma condição
que só os meus pais
e avós, talvez como os teus,
viveram: sem dinheiro
para o transporte. Caminhar
pela cidade e reaprender
que a vida, mais a suas novas
mais-valias comparativamente
inegáveis, se pode
reduzir a uma simplicidade
realista que parecia
orgulhosamente perdida.
.
.

Sem comentários: