segunda-feira, 9 de julho de 2012

LI UM POEMA DO ALEGRE E, TRISTE E PENSATIVO, DEI POR MIM A PENSAR NELE COMO UM FENÓMENO EXEMPLAR DA CONTINÊNCIA PESSOAL QUE POR VEZES DELIBERADAMENTE ME COZE SATISFEITO A BEXIGA

.
.

[RESUMINDO E CONCLUINDO: RECUSO-ME A PUBLICAR UM POEMA DELE AQUI NO MICTÓRIO E ISTO SÓ PARA DIZER QUE MAIS VALE UMA BEXIGA COZIDA PROPOSITADAMENTE DO QUE UM PREPÚCIO COSIDO POR DISTRACÇÃO QUE NOS IMPEÇA DE MIJAR ONDE E QUANDO QUEREMOS COMO GENTE GRANDE]

Disse em tempos que não gostava de poetas mas sim de poemas, nessa altura, não como agora, nunca me tinha perguntado: Quando não gosto de um poeta posso gostar de um poema seu? O certo é que não consigo gostar de um poeta (ou de um de um escritor) quando conheço uma faceta da sua pessoa com que não me identifico, que me enoja, etc., etc. etc., e, satisfeito, só posso concluir que a tolerância absoluta é consequência de uma certa falta de carácter; falta que me faz falta como muitas outras faltas que poderiam fazer de mim uma pessoa melhor e mais completa, e, acima de tudo, certeza de quem sabe, inseguro de si, que isto de ser perfeito, como em tudo na vida, é uma luta que pode ter princípio, meio e fim mas que fica – e as razões podem ser diversas – sempre incompleta. De início nem queria falar em perfeição mas agora que agarro no assunto, para terminar, só me resta dizer que ninguém é, muito menos eu sou, perfeito, é um facto. Vale porém a pena perceber que a perfeição, no que diz respeito a gostos e a princípios, nem deveria ter sido para aqui chamada, e concluir, agora sim, que problemas de carácter, uns melhor e outros pior – e a questão afinal era essa –, todos temos. O que só demonstra que isto de ser preconceituoso à moda antiga, sentado em ideias feitas, sem fundamento sério, já teve melhores dias. Que a imparcialidade, só por si e como a apreendemos, vale o que vale, não implica automaticamente razoabilidade ou espelhagem construtiva e eficiente de factos suficiente para melhor se avaliar e perceber o mundo em que vivemos.
.

Sem comentários: