sexta-feira, 18 de maio de 2012

O RADIOLOGISTA

.
.

Boquiaberto, depois de anos
e anos no activo, dentro
do género, só mesmo em filmes
decadentistas de ficção científica.
Na sua familiar janela de luz,
sobre a secretária, a quinquagésima
radiografia de um paciente vivo.
Saudável mas sem qualquer indício
de espinha dorsal. Querendo
intrigado esclarecer-se, radiografado
e já de boca fechada, deu por si
sensato e comprou uma máquina
nova de última e apregoada geração.
.
.

Sem comentários: