segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

ENSAIO SOBRE A FELICIDADE

.
.
Já não choro há anos
e sei por isso o valor de uma lágrima.
Teria certamente menos corpo
e a certeza de que o mundo ruiria
a cada passo,
em cada voz apagada.

Não sou por isto mais
feliz mas também não me lembro específico
da última vez que sorri.

Sei apenas que sorri
muitas vezes depois de chorar.

Não quer portanto
isto dizer
que acredite na inquestionável felicidade de todos.
.
.

Sem comentários: