segunda-feira, 12 de setembro de 2011

11 DE SETEMBRO DE 2011

.
.
É tecnicamente impossível que no dia 11
de Setembro terroristas tenham derrubado torres
como quem deita fora panquecas queimadas.
Muito sinceramente, também me custa a acreditar
que autoridades supremas tenham organizado tal acontecimento
para fortalecer uma economia ainda hoje às voltas,
sem certeza do que é, ou até do que pode fazer por si.
É-me até impossível crer, e desculpem a emoção dúbia,
que no dia em que o meu irmão nasceu, ele que é,
segundo diz, um trabalhador tão exemplar, o mal se tenha
distendido assim: estraçalhado, no mundo, sem que me lembre eu
neurótico do que lhe foi nesse dia oferecido. 
.   
.

Sem comentários: