sábado, 13 de agosto de 2011

PODIA NO ENTANTO ESCREVER SOBRE COMIDA

.
.















Período económico mais perigoso do que este nunca atravessamos. De uma sociedade que desresponsabiliza os ricos do pagamento de impostos e que obriga, cada vez mais, o cidadão comum a pagá-los na sua vez, só poderemos, obviamente, esperar o pior. Junte-se a isto a crescente falta de emprego, mais o aumento do preço dos bens básicos por proporcionalidade exponencialmente agravada, mais uns pozinhos mágicos por vir da parte de quem manda e de quem governa, e temos um mundo, humano, claro, virtualmente à beira do fim. 
.  
.

Sem comentários: