segunda-feira, 1 de novembro de 2010

VALOR DO PASSADO

 .
 .

Há algo de inexacto nas recordações:
uma linha difusa que é de sombra,
de erro favorecido.
................E se a vida
nalgo está cifrada,
nessas recordações
precisamente esvaídas,
quiçá remodeladas pelo tempo
com uma arte que implica ficção, pois verdadeira
não pode ser a vida recordada.
................E sem embargo
a esse engano devemos o que ao fim
será a vida certa, e a esse engano
devemos já o mesmo que à vida.  
.
.
Felipe Benítez Reyes,
Sombras Particulares 

Sem comentários: