domingo, 30 de maio de 2010

()

 .
 .

As folhas cintilam
o som do vento.
E tu, que te moves na sombria
cinza do dia
fazes de mim uma promessa
meteorológica, uma chuva
que cai
da humidade intermédia
das nuvens.
Dos meus olhos.
.
. 

Sem comentários: