sexta-feira, 19 de março de 2010

O

.
.
Profundamente sensibilizado
ante o comportamento das espécies
geradas sem óvulo e espermatozóide,
e como a Verdade paira sobre todas as verdades,
assim deixo escrito com infantil raiva minha perplexidade
para que sobre ela se debrucem poetas e adivinhos
e a todos quantos se interessam com o seu próprio interesse.
Este meu lírico desabafo tão rico em significar nada
me aproxima dos abismos do céu e alturas do mar.
Me vejo um Colombo que descobriu o índios
que teimam continuar vivos,
me vejo um Marco Pólo que descobriu que
a lua da China era a mesma de Veneza,
me vejo um Amundsen que penou chegar ao Pólo Sul
para descobrir que lá fazia um frio danado,
me vejo o Astronauta que pisou na Lua
e descobriu que a sua mijada em nada difere
das mijadas terrestres,
e por fim só acredito numa verdade cientificamente provada,
que o círculo é a figura geométrica perfeita
e por isso o cu é redondo.
.
. 
. 
Iosif Landau
.
. 

Sem comentários: