segunda-feira, 8 de março de 2010

O MEDO

.
.
Os homens que se entregam não são menos que os homens que se escondem, sobretudo quando se entregam pela discórdia, sem nenhuma harmonia ou pacto com o poder. Talvez seja este o grande segredo a descobrir na essência do medo, principalmente quando o medo nos é instituído. Não façamos, portanto, do medo, uma crise ainda mais grave do que a que nos chega todos os dias. O esconde-esconde é uma das grandes razões da problemática social, é uma forma de moral antiquada, agrada a gregos e a troianos, e isso, só por si, é uma forma redutora de rotular atitudes.
.
. 

Sem comentários: