sexta-feira, 19 de março de 2010

A MÃO DIREITA DE UM DEUS TELEVISIVO

 .
 .
João, filósofo
por correspondência,
viciado em doritos, decidiu
nas suas horas mortas
em frente à televisão
fazer um estudo
cerebral e profundo: concluiu,
ao fim de alguns anos,
que a sua solidão, consequência
do insucesso
perante as mulheres,
não era obra do acaso.
Invadido por uma nova
tese de esperança
começou a masturbar-se
distraidamente
com a mão direita.
.

Sem comentários: