terça-feira, 30 de março de 2010

APOCALIPSE NUMÉRICO

.
. 
Estou numa fase de contenção
de despesas. A escrita, refractária dos custos
inerentes a uma contabilidade metafísica
- barata e acessível - acaba sempre
onde começam os números: numa raiz
quadrada que define, bem mais séria
do que parece, a natureza incógnita
da condição humana. Já no tempo de escola
me explicavam isso. Chamo-lhe agora: importância
secular da matemática institucional.
Aposto somente no necessário.
.

Sem comentários: