quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

A partir de hoje e definitivamente, o cabeçalho deste espaço será este (um pouco mais acima). O autor é o do costume, o verdadeiro e único. Quanto à foto, penso que fala por si. E quem pensa que por aqui vai ouvir tango, engana-se, a dança no título só tem um objectivo: a sugestiva e inevitável fatalidade.  E ai daquele que a negue. 

Sem comentários: